• CARDOSO VEÍCULOS

Histórias de sucesso - Volkswagen representa produção e inovação



Motor da indústria

Dentre os fatos marcantes da Volkswagen nos anos 50, destaca-se a fabricação da primeira Kombi com 50% peças nacionais, em 1956. O fato ilustra o papel decisivo da empresa no desenvolvimento da cadeia de fornecedores e da economia do Brasil. Outro marco histórico foi a inauguração da unidade Anchieta, em 18 de novembro 1959, com a participação do ex-presidente da República Juscelino Kubistcheck, que desfilou pela fábrica num Fusca conversível.

Na década de 60, a história da Volkswagen foi marcada por um crescimento acelerado e por lançamentos como o Karmann-Ghia (1962), a Variant (1969) e o TL (1970). Nos anos 70, nossa Engenharia do Produto mostrou a capacidade de inovação dos profissionais brasileiros e criou os primeiros Volkswagen genuinamente nacionais: a Brasília (1973), o SP1 e o SP2 (1975).

Ainda na década de 70, a Volkswagen do Brasil lançou o seu primeiro modelo com motor refrigerado a água e tração dianteira, o Passat (1974), uma revolução para a época. Em 1976, implantou a fábrica de Taubaté, com o propósito de fazer outro "brasileiro famoso", o Gol. Lançado em 1980, o modelo logo tornou-se o maior sucesso da indústria automotiva nacional. Ele é líder há 27 anos consecutivos e já soma mais de 7 milhões de unidades produzidas.


Vento da inovação

Nos anos 80, chegaram os derivados da plataforma Gol: o sedan Voyage, a perua Parati e a picape Saveiro, igualmente campeões de vendas em seus segmentos. Ainda naquela década, a Volkswagen do Brasil entrou no segmento de luxo, com o Santana (1984) e a Quantum (1985). Em 1988, a marca produziu o primeiro carro nacional com injeção eletrônica de combustível e ignição digital com mapeamento eletrônico, o Gol GTI.

Em 1996, inaugurou a fábrica de motores de São Carlos e, em 1999, a unidade industrial de São José dos Pinhais, no Paraná. Chegando inicialmente como carro importado (1994), o Golf logo se tornou um grande sucesso, introduzindo novos níveis de qualidade e dirigibilidade no mercado. 

Para receber o Polo (2002) e o Polo Sedan (2003), a fábrica Anchieta teve seus meios e processos produtivos completamente modernizados. Em 2003, a Engenharia criou mais um carro revolucionário, o Fox, que tem um melhor aproveitamento do espaço interno como dizia a propaganda "compacto para quem vê, gigante para quem anda".




Sustentabilidade

Desde 2003, a linha de produtos da Volkswagen do Brasil foi completamente renovada. Foram lançados o Novo Polo, o Novo Polo Sedan e o Novo Golf. A família Gol, Parati e Saveiro entrou na 4ª geração. O próprio Fox ganhou derivados: o CrossFox e o SpaceFox.


A Kombi foi equipada com o motor 1.4 litro Total Flex refrigerado a água. Lançados em 2008, o Novo Gol (eleito "Carro do Ano de 2009") e o Voyage inauguraram novos padrões de qualidade, economia, desempenho e dirigibilidade no segmento dos carros de entrada. 

Ao mesmo tempo que lançou produtos, modernizou fábricas e desenvolveu novas tecnologias, na primeira década do século 21, a Volkswagen do Brasil deu outros passos importantes rumo à sustentabilidade. A empresa implantou um eficiente Sistema de Gestão Ambiental e conquistou a ISO 14001 em todas as suas fábricas. A Fundação Volkswagen intensificou e ampliou seu leque de atuação social, trabalhando por uma educação pública de qualidade e pelo bem-estar da comunidade.


Mudanças

Em dezembro de 2010, a Anchieta inaugurou nova linha de pintura, ampliando sua capacidade produtiva. Em fevereiro, São Carlos aumentou a produção motores e a Taubaté iniciou a construção de uma nova área de Pintura.

Em 2011, a Volkswagen iniciou uma nova etapa no Brasil, com uma maior conexão tecnológica entre os produtos e processos desenvolvidos no País e o que existe de mais moderno e inovador no Grupo Volkswagen. Até 2014, a empresa investiu R$ 8,7 bilhões em novos produtos e na ampliação da capacidade das fábricas brasileiras.   



Marca


Já dizia Leonardo da Vinci que “a simplicidade é o último grau de sofisticação”, e a julgar pelo logótipo da Volkswagen, esta é uma teoria que se aplica também ao mundo das quatro rodas, no que aos logótipos diz respeito. Com apenas duas letras – um V por cima de um W – rodeadas por um círculo, a marca de Wolfsburgo conseguiu criar um símbolo que viria a marcar toda a indústria automóvel.


Na verdade, a história do logótipo da Volkswagen é alvo de alguma controvérsia. As origens do emblema remontam ao final da década de 30, altura em que a marca germânica dava os primeiros passos no sector. Aquando da inauguração da Volkswagenwerk, uma fábrica no norte da Alemanha, a Volkswagen terá lançado uma competição interna para a criação de um logótipo. O vencedor acabou por ser Franz Xaver Reimspiess, um engenheiro que foi também responsável por melhorar o motor do célebre “Carocha”. O logótipo – com uma roda dentada, símbolo da Frente de Trabalho Alemã – foi registado oficialmente em 1938.


Contudo, o sueco Nikolai Borg, estudante de design, reclamou mais tarde os direitos legais sobre o logótipo, afirmando que teria recebido ordens expressas da Volkswagen para começar a desenvolver o emblema em 1939. Nikolai Borg, que veio a criar a sua própria agência de publicidade, jura até hoje ter sido ele o responsável pela ideia original do logótipo. O designer sueco tentou executar uma ação legal contra a marca, mas que acabou por se arrastar ao longo dos anos por falta de provas.


Desde a sua criação até aos dias de hoje, o logótipo Volkswagen não sofreu alterações significativas, como é possível ver pela imagem acima. Em 1967, o azul tornou-se na cor predominante, associada à lealdade e confiança que reconhecemos na marca. Em 1999, o logótipo ganhou formas tridimensionais, e mais recentemente, um efeito cromado, realçando a vontade da Volkswagen em manter-se atual sem abdicar de um emblema que nos é familiar.


Fonte: www.vw.com.br


Veja também:

História de sucesso - CHEVROLET


História de sucesso - FORD


História de sucesso - TOYOTA


História de sucesso - HONDA

0 visualização0 comentário

(11) 4184-3261

©2020 por Cardoso Veículos.